Massas de Ar – Elemento ou Fator Clim√°tico?

Coelho e Terra (2005, p. 219) classificam as massas de ar como elemento do clima e a define como “grandes por√ß√Ķes de ar que costumam se originar em √°reas extensas e homog√™neas, como as plan√≠cies, os oceanos e os desertos. Em seu processo de forma√ß√£o adquirem caracter√≠sticas (umidade e temperatura) da √°rea de origem […] A circula√ß√£o geral da atmosfera tamb√©m chamada de prim√°ria, √© respons√°vel pela exist√™ncia das grandes zonas clim√°ticas [e] desenvolve-se por meio de circuitos circunscritos a cada uma das zonas clim√°ticas […] Al√©m dessa circula√ß√£o geral prim√°ria, que ocorre em zonas latitudinais e que determina o padr√£o geral ou global dos climas (zonais ou latitudinais), existem a circula√ß√£o secund√°ria e terci√°ria [ventos de √°reas menores, como os mon√ß√īnicos, e √°reas locais, como o minuano e pampeiro, respectivamente].” (COELHO, Marcos Amorim; TERRA, Ligia. Geografia geral: o espa√ßo cultural e socioecon√īmico. S√£o Paulo: Moderna, 2005, p. 221-223). Para tanto, Coelho e Terra escrevem que massa de ar √© um elemento que cont√©m caracter√≠sticas de umidade e temperatura.

Marcos Amorim faleceu e Ligia Terra continuou na mesma editora passando a escrever com outros autores. Terra, posteriormente, em seu livro com Araujo e Guimar√£es passou a encaixar massa de ar como fator clim√°tico ao grafar que “Diversos fatores que modificam o clima – como a altitude, a latitude, a continentalidade e a din√Ęmica das massas de ar – interferem no clima brasileiro…” (TERRA, Ligia; ARAUJO, Regina; GUIMARAES, Raul Borges. Conex√Ķes: estudos de geografia geral e do Brasil. S√£o Paulo: Moderna, 2008, p. 248). Em resumo, para Terra era elemento e depois virou fator.

Moraes (2011, p. 188 e 193) divide os fatores clim√°ticos em astron√īmicos, geogr√°ficos e meteorol√≥gicos e classifica massas de ar (sistemas atmosf√©ricos) como fator meteorol√≥gico – MORAES, Paulo Roberto. Geografia geral e do Brasil. 4.ed. S√£o Paulo: Harbra, 2011.

Adas (2004, p. 345) n√£o se mete nessa discuss√£o e define “massa de ar como uma grande por√ß√£o da atmosfera, que se caracteriza ou se individualiza por suas qualidades de temperatura e umidade” e n√£o a cita como fator clim√°tico, mas tamb√©m n√£o a cita como elemento e grafa que “uma massa de ar possui qualidades de temperatura e umidade, adquiridas da superf√≠cie terrestre de onde se origina” (p. 346) e assim forma uma din√Ęmica atmosf√©rica (ADAS, Melhem. Panorama geogr√°fico do Brasil. S√£o Paulo: Moderna, 2004, p. 347). Perceba que Adas p√Ķe o que chamamos de elementos clim√°ticos (temperatura e umidade) como um atributo possuidor de qualidade que influencia nas massas de ar. Para mim, massa de ar como um fator que cont√©m elementos.

Vesentini n√£o cita em nenhum momento elemento ou fator, chama os elementos temperatura, umidade e press√£o de fen√īmenos clim√°ticos, e separa massa de ar como um t√≥pico sem referenci√°-lo como elemento ou fator. (VESENTINI, Jos√© Wiliam. Geografia geral. Vol. 1. S√£o Paulo: √Ātica, 2013, p. 231 – 237).

Enfim, quando vamos aprofundar entendemos que na mat√©ria n√£o h√° total converg√™ncia quanto ao tema, mas, para mim, √© fator clim√°tico, j√° que massa de ar √© uma mega por√ß√£o de ar da atmosfera sendo quente, fria, √ļmida ou seca (uma jun√ß√£o de v√°rios ventos prim√°rios, secund√°rios e terci√°rios tomando emprestada a teoria de COELHO e TERRA, 2004), que influencia e determina a condi√ß√£o clim√°tica em grande escala espacial ao viajar milhares de quil√īmetros levando diferentes condi√ß√Ķes de temperatura, umidade e press√£o ‚Äď nisso nenhum autor difere, ou seja, que temperatura, umidade e press√£o sejam elementos do clima. Portanto, massa de ar √© um fator clim√°tico que cont√©m elementos do clima. Mesmo que o vento seja um elemento, pois massa de ar n√£o √© um vento qualquer sendo local ou regional; √© uma conjun√ß√£o de ventos que a comp√Ķe para que ela exer√ßa sua condi√ß√£o clim√°tica determinante. Perceba que a variedade clim√°tica brasileira √© influenciada, dentre outros fatores clim√°ticos, o mais determinante s√£o as massas de ar e na totalidade de nosso pa√≠s atuam 5 massas nos dois solst√≠cios

Deixe uma resposta